An electrical sight

terça-feira, setembro 16, 2014


Uma vida sem cultura é sem dúvida uma vida mais vazia. Ler, ouvir música, ver cinema e espetáculos... a arte em geral enriquece-nos o espírito, a alma e o cérebro. Como dizia Hercule Poirot nas obras de Agatha Christie: "É preciso por a trabalhar as celulazinhas cinzentas". Totalmente de acordo. A cabeça não está aqui só para enfeitar o corpo. O Museu da Eletricidade, em Lisboa, foi a minha escolha de fim-de-semana para ir ver uma exposição, a do Vhils, como já tinha dito no post anterior. Aberto ao público desde 2006, este museu é ele próprio uma verdadeira obra de arte, o seu estilo arquitetónico é de rara beleza e no seu interior ainda se conserva o conjunto de equipamentos que eram utilizados na produção de eletricidade antigamente. O Museu da Eletricidade é a antiga central termoelétrica de Lisboa e tem vista privilegiada para o rio Tejo. Recomendo uma visita.

A life without culture is undoubtedly a more empty life. Read, listen to music, watch cinema and shows... the art in general lifts up our spirit, soul and brain. As Hercule Poirot used to say in Agatha Christie's novels: "You have to put to work the grey cells". I totally agree. The head doesn't exist only to ornament the body. The Electricity Museum, in Lisbon, was my weekend choice to see an exhibition from Vhils as I said in my previous post. Open to public since 2006, this museum is itself a true work of art, its architectonic style is of a rare beauty and in its interior there is still the equipments that were used to produce electricity in the old times. The Electricity Museum is the old thermoelectric plant of Lisbon and has a unique view to Tagus river. I recomend a visit.



Trousers: Zara | Slippers: Blanco | Shirt: Stradivarius | Satchel bag: River Island


FOLLOW ME: Instagram | Facebook | Bloglovin

You Might Also Like

10 comentários

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe