What madness

quarta-feira, maio 02, 2012

Um Apocalipse em potência gerou-se hoje à porta da minha casa. A meio da tarde alguém resolveu tocar a minha campainha de forma frenética e sendo feriado e não estando à espera de visitas estranhei tamanha insistência. "Hmm... deve ser publicidade. Mas num feriado?!". Tocaram uma, tocaram duas, tocaram três... não aguentei mais e fui à janela ver quem era a criatura que tinha ganho um tique nervoso e resolveu apoderar-se da minha campainha. Era o rapazito que distribui os folhetos da Dica da Semana. Por momentos pensei em dizer qualquer coisa ao rapaz, mas rapidamente essa ideia se desvaneceu quando vi o basqueiral que estava montado na minha rua. Carros estacionados em segunda e terceira fila, o trânsito altamente congestionado com camiões e outras viaturas a não conseguirem transitar e ainda dezenas de pessoas numa espécie de aglomerado de ar suspeito. "Mas o que é que se passa ali? Alguém desmaiou na rua?". É que estava toda a gente a olhar na mesma direção e com um ar não muito feliz, e quando estão muitas pessoas juntas de ar intrigado normalmente não é coisa boa. "Mas o que é que se passa ali? E porque é que está esta gente toda à porta do Pingo Doce?". Pois, já perceberam tudo! Mesmo ao lado da porta do meu prédio há um Pingo Doce e os descontos que aqueles supermercados fizeram hoje, 50% de desconto em compras superiores a 100€, provocaram uma enchente no Pingo Doce da minha rua. Era uma coisa assustadora!!! Parecia que vinha aí o Armageddon e as pessoas tinham de abastecer urgentemente a despensa para terem reservas alimentares. É que quando eu vi aquela gente toda eu ainda não sabia que o Pingo Doce estava a fazer aquela campanha promocional. Não, não me juntei à malta, até porque tive cá para mim que a luta por um carrinho de supermercado ia ser grande e andar à chapada por um iogurte, um pacote de manteiga ou um sumo qualquer não era coisa que me fosse apetecer. É que as pessoas não podem ouvir falar em descontos que ficam doidas como se não houvesse amanhã e são capazes de disputar fervorosamente um pacote de guardanapos, que até nem deveriam estar a precisar em casa. E imaginar esse cenário bélico foi o suficiente para me demover em entrar num Pingo Doce que poderia estar em Estado de Sítio. Ouvi falar que em alguns supermercados chegou a haver desacatos. Portanto, imaginem a selvajaria que não ia ali. Nã, nã! Deixem-me ficar no meu cantinho que estou muito bem e para falar a verdade acho que a minha despensa ainda está compostinha. Mas a título de curiosidade: um amigo do meu homem conseguiu ir ao Pingo Doce e sair de lá ileso, acho que chegou lá pela fresquinha, e comprou mais de 100€ em pastilhas de café abastecendo-se assim para o ano inteiro. Esperto!

You Might Also Like

0 comentários

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe