Mykonos - 4th day - Part I

domingo, outubro 02, 2011

Dia dedicado a apreciar as paisagens e as belas praias de Mykonos. Há para todos os gostos e feitios: de areia amarela, areia grossa, areia fina, com pedras, areia preta... mas todas com um denominador comum, a água ser límpida.


Praia Elia (1)

Praia Elia (2)

Após uns valentes mergulhos e banhos de sol, rumamos a Oeste para conhecer outro areal fora dos roteiros turísticos ao contrário da praia Elia. Assim, Kalafatis foi o destino. Mal avistei a praia fiquei rendida com a sua beleza. Uma das mais bonitas que vi em Mykonos. Ficam as imagens para comprovar:

Praia Kalafatis (1)

Praia Kalafatis (2)

Praia Kalafatis (3)

Adorei esta praia de areia branca e nada melhor como almoçar num sítio ali perto para apreciar a paisagem. Mais concretamente em Divounia, uma minúscula aldeia piscatória conhecida pela região de Agrioi. Aqui descobrimos um tesouro escondido e uma mulher cheia de histórias para contar pelas suas aventuras no mar. Falo de Flora Galouni dona da taverna Anemothiella.



Agrioi no monte ao fundo (1)


Taverna de Flora Galouni (2)
* Adoro o pormenor do burro à porta



Ora cá está o almoço e com um aspecto divinal. Querem saber o melhor? É tudo fresquinho e apanhado pelas mãos da dona do restaurante, a Flora Galouni, que é a única mulher pescadora de Mykonos e de todas as ilhas Cyclades. Um privilégio poder comer no seu humilde espaço.


Foto de Flora Galouni a pescar

You Might Also Like

3 comentários

  1. Excelentes dicas!!
    Fui a Mikonos só por um dia, fiquei com água na boca para descobrir muito mais!!
    Já vi que vale a pena uma semana nessa ilha.
    Como faziam as viagens entre praias, de carro ou de barco (de pescadores ou barco taxi)?

    Beijoca
    Muñeca

    ResponderEliminar
  2. Olá Muñeca!
    Sim, vale a pena ficar mais do que 1 dia em Mykonos, só assim consegues explorar a ilha em condições. Estive 4 dias e sinto que se tivesse ficado mais dias tinha descoberto outras coisas interessantes.
    Respondendo à tua pergunta, o meio de transporte que utilizei foi o carro. É a melhor forma. Algumas das praias que fui para lá chegar os acessos não eram fáceis, eram de terra batida e com buracos, o que significa que tínhamos de andar com cuidado para não rebentar uma jante ou danificar o fundo do carro. Graças a Deus não aconteceu nada!!! :) Mas se as possibilidades financeiras te permitirem, um pequeno jipe seria porreiro. Eu andei com um Peugeot 107 e correu tudo bem!!!!

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe