Valley of tears

domingo, novembro 28, 2010

Deu-se um empate. Para mim o resultado foi melhor que o ano passado, atendendo que o Porto perdeu. Ponho-me a pensar se a culpada não serei eu, pois o ano passado quando fui a Alvalade baptizei o fosso entre a bancada e o relvado como vale das lágrimas. Um nome simples e singelo que assentava que nem uma luva a um espaço que parecia impedir um potencial dilúvio de lágrimas dos adeptos leoninos frente a um Porto mais forte. O feitiço virou-se contra o feiticeiro e o vale das lágrimas serviu a uns Super Dragões destroçados e prontos a fazerem a viagem de regresso à Invicta muito pouco convictos. Voltei ao mesmo estádio um ano depois e na mesma companhia, que me pediu: "Fala novamente em vale das lágrimas". Achei que seria de bom tom conter-me, até por uma questão de respeito ao "inimigo". Duas vezes terei no máximo pronunciado a dita expressão, resultando em 2 golos que se distribuíram por duas balizas diferentes. Pode ser que para o ano é que seja a vitória do Porto em Alvalade.

You Might Also Like

0 comentários

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe