The end of Halloween

segunda-feira, novembro 01, 2010

A noite acabou cedo, bem mais do que eu estava à espera atendendo que a semana passada só pus os pés em casa às 5h30 da madrugada. Apesar de curta, foi uma grande noite que começou com uma bela jantarada por casa, regada a vinho e a cerveja para dar alegria. Seguiu-se uma ramboiada pelo Bairro Alto, na qual a rua da Barroca foi rainha com o MOV Horror Street que esteve brutal. Os figurantes estavam o máximo - zombies, múmias, enforcados, malucos, psicopatas, etc. Caros estudantes da ACT, estão de parabéns! Principalmente porque mostraram eficácia em assustar as pessoas. Que o diga uma das minhas amigas que deu um pulo quando uma das personagens se aproximou com um olhar assustador. Hilariante! Tasca do Chico, Palpita-me, Maria Caxuxa foram apenas alguns dos poisos da noite que encerrou para os lados do Príncipe Real num bar gay. Sim! Gay! G-A-Y! E perguntam voces: "E? O que é que isso tem de especial?". Pois... é isso mesmo! Não tem nada de especial, porque ali os homens não passavam cartão a moçoilas como eu. Homem com a mão na pernoca (mas de outro gajo), homem a passar as mãos nas costas (mas de outro gajo), homem aos beijos na boca (mas com outro gajo), homem no engate (mas com outro gajo), ... Pude constatar que neste tipo de bares há tendência para grande expressividade corporal. Apesar de ali eu ser completamente insignificante, acabou por ser interessante, principalmente quando um dos meus amigos acabou a noite a levar uma trinca no pescoço de um gay vestido de Dona Morte. Este foi o ponto alto da noite!

You Might Also Like

0 comentários

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe