Al Jazeera

quinta-feira, novembro 25, 2010

Qual é a probabilidade de se estar na estação do Rossio, em Lisboa, à espera de um comboio e dar de caras com repórteres do canal televisivo Al Jazeera? Talvez... 2%. E de ser entrevistada para o canal? Hmm... 1%? 0%? Então, hoje de manhã, depois de ter ido a pé desde casa até à estação do Rossio porque não havia metro e de ter chegado à estação e ter constatado que teria de esperar cinco horas até que arrancasse um comboio dali, uma repórter da Al Jazeera pediu-me para me entrevistar. "Desculpe, é para onde? Al Jazeera?". E muito serenamente fez-se ouvir a resposta: "Sim. Importa-se?". Importar-me? Achei o máximo. Nunca na vida pensei cruzar-me com alguém daquele canal em plena estação do Rossio. Aquilo era surreal para mim, porque era uma possibilidade tão remota, mas tão remota como dar de caras com o Bin Laden. Afinal, eles andam aí!

You Might Also Like

0 comentários

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe