12 hours

domingo, novembro 14, 2010

Estou a sentir um nervoso miudinho. Daqui a 12 horas faço anos. Pareço uma miúda de 7 anos quando sabe que vai fazer uma festinha. 21 anos volvidos vou tentar me lembrar de não pedir um bolo de aniversário em forma de pónei para não desatar a chorar quando começarem a corta-lo às fatias. Que paciência tinha o meu pai. "Óoo filha, mas tem de ser. Escolhe lá por onde queres começar a cortar!". E eu: "hmm... pela cabeça". E o meu pai lá pegava na faca pronto para decepar o pónei e eu com a lagriminha no canto do olho: "Não, não, não. Não cortes! É melhor pela cauda". Mudadas as ideias, o meu pai lá fazia a vontade ainda com a cabeça do pónei intacta. Mal ele começava a apontar a faca em direcção à cauda do bicho, eu voltava a implorar: "Nãoooo, por favor. A cauda não". E o meu pai já começava a ficar sem paciência. "Filha, tem de ser. Escolhe de uma vez por todas por onde queres que se corte o bolo". Era uma decisão difícil para uma criança de 7 anos, que via os desenhos animados "O meu pequeno pónei". Todos tão lindinhos, fofiinhos, amorosos, de todas as cores, que só dava vontade de apertar de tão cutxi-cutxi que eram e agora eu ia esfaquear o pónei???? O pónei que estava em cima da minha mesa, ainda que em forma de bolo!!! Não era capaz! Era uma decisão muito violenta para uma criança de 7 anos. "Decide por onde queres começar a enfiar a faca no pónei!!! Pela cabeça, pela cauda ou pelas entranhas????". Era esta a pergunta que se impunha na minha cabeça. Que tortura!!!!!!!! De coração apertado e quase a desfazer-me em lágrimas, lá tive de tomar a difícil decisão. Deve ter sido a primeira de muitas... Cortámos pela cauda e toda a gente se regalou com o bolo, que estava mesmo delicioso. Aí até esqueci que tinha enfiado uma faca no bucho do pónei e o retalhado todo.

You Might Also Like

1 comentários

  1. eheheh!! história gira... sempre tive bolos giríssimos (a minha mãe tinha muito jeito para a causa festiva), mas nunca tive este problema, até porque sabia que era certamente divinal e ia adorar provar..
    Imagino a cena com o seu pai de faca na mão a perder a paciência!

    Carolina
    http://acarolinabernardo.blogspot.com/

    PS: muitos parabéns

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe