Please, don't talk loud

sexta-feira, outubro 01, 2010

Tenho uma voz imponente e não são raras as vezes em que me pedem para falar um pouco mais baixo. Nunca me preocupei muito com isso, pois é a minha maneira de ser. Mas há limites para as coisas, principalmente quando se tratam de discussões e de assuntos particulares. Logo pela manhã tive de levar com os gritos de um passageiro no comboio, que discutia com alguém pelo telemóvel. Pela conversa seria a mulher ou pelo menos a mãe do filho dele, já que a discussão abordava questões financeiras, quem fica ou não com a criança, etc. 30 minutos foi quanto durou este forrobodó!!!!! O senhor levantava-se do banco, batia no vidro, falava alto e completamente transtornado, para além de ter um discurso completamente repetitivo. Já não estava a aguentar aquilo e quando estava decidida a mudar de carruagem, graças a Deus o senhor saiu nessa estação. 10 minutos de paz de seguiram... O que mais me estranhou foi o revisor ter passado pela carruagem e não ter dito absolutamente nada. Podia ter pedido ao passageiro para acalmar-se um bocado, pois estava a perturbar os restantes utilizadores do comboio.

You Might Also Like

1 comentários

  1. ahaha eu também sou assim. revi-me nas primeiras 3 frases :p lol

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe