Šipan - 1st Day

quarta-feira, julho 28, 2010

Chegada à ilha de Šipan, na Croácia, às 3h30 da madrugada. O voo para Dubrovnik atrasou-se. Mas valeu a pena fazer a viagem de barco pela noite dentro. Estrelas cadentes foi coisa que não faltou.

Às 9h30 já se tomava o pequeno-almoço com uma bela vista. A esta hora já estava muito calor e o primeiro mergulho foi dado ainda antes do almoço. As águas do mar Adriático convidavam a relaxantes banhos, com uma temperatura de 25º graus. Um caldinho! Esta paisagem era a mesma que eu via a partir da janela do quarto de hotel.
Um passeio tranquilo pela baía de Šipan. A única forma de aceder à ilha é de barco. Há viagens regulares entre Šipan e Dubrovnik, e entre as restantes ilhas Elafiti - Šipan, Lopud e Koločep. Contudo, são muitas as pessoas que têm barcos e iates particulares. Os barcos e lanchas de pesca também povoam a baía de Šipan.
Em Šipan vivem durante todo o ano cerca de 200 pessoas e esta é a igreja principal da ilha, que fica na povoação principal, em Šipanska Luka, que era onde ficava o meu hotel. Apenas se celebra missa ao Domingo, pois o padre desta igreja é o mesmo que percorre as ilhas de Lopud e Koločep.

Em Šipan os autóctones são devotos de Santo António e pelo que me apercebi essa devoção estende-se a toda a Croácia.
Casas típicas de Šipan. A construção na ilha é limitada e 95% das casas são de pedra, o que confere um ar muito rústico e acolhedor. Apesar de ser uma ilha pequena e as distâncias serem relativamente curtas, há quem prefira andar de carro, como se pode observar na foto na qual se vê um jipe estacionado. Mas são muitos os que se aventuram a andar de bicicleta. Eu fui uma dessas pessoas e fiquei para morrer com o calor quando decidi atravessar a ilha a pedalar.
Em Šipanska Luka existem duas mercearias que vendem os produtos básicos. Se pretender comprar electromésticos já terá de ser em Dubrovnik e trazê-los no barco. Em toda a ilha de Šipan também não existem farmácias, portanto, ficar doente nem pensar!!!! Há um posto médico a caminho da outra povoação da ilha, Sudurad, que é onde se apanha o barco para as outras ilhas e para Dubrovnik. Nesta mercearia comprei umas cervejas, a Ožujsko, que é a mais popular entre os croatas. Quanto ao sabor??? Hummm... não me convenceu. Mas foram baratinhas. O euro é bem mais forte que a moeda croata, que são as kunas. (1 euro = 7 kunas)
Eis chegada a hora do belo mergulho. A água é super limpinha e quentinha. Praias de areia é coisa que não existe na Croácia, são todas de pequenas pedras ou então de terra. Como não estou habituada a sentir pedras debaixo dos pés quando vou nadar, resolvi adoptar o sistema de entrar de havaianas e depois tira-las quando já estivesse a flutuar.
Nada como uma bela coca-cola fresquinha para fazer descer a temperatura... Enquanto a alimentação é bastante acessível na Croácia, as bebidas são o mais caro. Uma simples coca-cola custa 15 kunas - 2,15 euros.
Este é um dos barcos que assegura a ligação desde Šipan até Dubrovnik, neste caso trata-se de um ferry-boat. Não andei neste barco, mas noutro da mesma companhia, a Jadrolinija. A viagem desde Šipan até Dubrovnik tem a duração de cerca de 1h30, mas é muito agradável porque percorre as outras duas ilhas e vemos paisagens fantásticas. Os barcos saem maioritariamente de Sudurad e não de Šipanska Luka. Neste 1º dia em Šipan não viajei de barco, mas foi ainda neste 1º dia que fiz cerca de 5 km de bicicleta sob 37º graus. Foi para esquecer esse passeio de bicicleta, valeu pela paisagem da povoação de Sudurad, ainda que eu ache mais bonita a de Šipanska Luka.
Este sim foi o barco em que eu andei, o Postira. Cheirava um bocado a gasóleo, pois a casa das máquinas era logo à entrada do barco. O mar estava sempre calminho e as viagens eram sempre agradáveis. Só andei neste barco alguns dias depois quando fui a Dubrovnik.

(1)
(2)

(3)

Algumas imagens de Sudurad:

(1) - Lanchas de pesca em Sudurad


(2) - Casas típicas de Sudurad e de toda a ilha de Šipan


(3) - Praia de Sudurad. Ao fundo é visível a ilha de Lopud

O pôr-do-sol idílico de Šipanska Luka. Palavras para quê??

You Might Also Like

6 comentários

  1. Já há algum tempo que espreito o blog mas nunca tinha comentado.... Li o post sobre o pack desta viagem (que também anadava a pesquisar com intenções de marcar!)e fiquei com a sensação que seria má ideia.... mas agora vejo que afinal sempre arriscaste.... Foi giro?
    Vera

    ResponderEliminar
  2. Não só foi giro, como foi bestial! Foram, talvez, as minhas melhores férias. O local era encantador para quem procura paz e sossego. Se o teu objectivo é actividade nocturna, de facto ficares hospedada na ilha não seria a melhor opção. O meu propósito com esta viagem foi sobretudo relaxar e fazer praia. Vim de lá com um bronzeado descomunal! Continua a acompanhar os próximos posts, irão ser sobre a viagem :)

    Beijinhos Vera

    ResponderEliminar
  3. Vai ficar para a próxima viagem! Amanhã estarei de partida para Praga! :-)

    Beijinhos e obrigada

    Vera

    ResponderEliminar
  4. Tb parece um bom destino :) tb quero conhecer, mas no Inverno. Boa viagem e diverte-te. Bjs

    ResponderEliminar
  5. Pegando no que a Vera disse, elege Praga como destino, para mim a cidade mais bonita que conheço.

    ResponderEliminar
  6. Ok, ok! Convenceram-me!!! Praga passou para um lugar de topo na lista de países a visitar (por acaso até já estava, mas neste Inverno estava um bocado carote...)

    Kiss kiss Rafeiro

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe