Fight against a flea

terça-feira, junho 29, 2010

Três da madrugada. (Deveria estar a dormir, eu sei, mas estava acordada). A ler um livro à luz do candeeiro da mesa de cabeceira. "Aiii!", soltei um gritinho. Senti uma pequena dentada no meu braço e um vampiro eu tinha a certeza que não era, até porque segundo consta eles preferem morder o pescoço. Olho para o braço e tinha uma PULGA a sugar-me o sangue. Uma pulga na cama, grande nojo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Mas como é que a malvada foi lá parar???????? Como é que tenho pulgas na cama????????? Aquilo era o Pesadelo em Elm Street da noite e o Freddy Krueger estava em forma de pulga para me atormentar, só podia ser isso. Tentei agarrar naquele bicho nojento, mas saltou-me dos dedos e foi parar ao edredon. Voltei a agarrar, mas a espertinha voltou a saltar para o edredon. Não tive outra solução senão embrulhar o edredon todo e o mais rápido possível, abrir as portas da varanda e às três da madrugada ir sacudir o edredon para a rua para que a maldita voasse do quarto andar e se espatifasse toda. Não sei se resultou, mas não a vi mais. Se algum dos meus vizinhos me viu a sacudir o edredon às três da manhã devem ter pensado que eu sou a maluquinha do bairro, pois que criatura normal é que faz limpezas ou sacode edredons às três da manhã? Nenhuma! Fui deitar-me, mas aquela maldita pulga criou-se um efeito psicológico tremendo. Parecia que sentia comichão no corpo todo. A muito custo adormeci e no dia seguinte levei a cabo uma minuciosa inspecção ao quarto para averiguar se havia mais bichos daqueles por ali. Não havia, mas pelo sim, pelo não tirei toda a roupa de cama e pus anti-pulgas no colchão, nos lençóis, na colcha e no edredon. Lavei o chão com lixívia, mesmo para intoxicar as criaturas, e pus anti-pulgas no chão. Espero tê-las exterminado com o mesmo efeito que uma bomba atómica. Tinha de averiguar também de onde vinham as pulgas. Tcharan!!! Claro, da gata! Fui inspeciona-la e tinha umas pulguinhas sim. Levou com anti-pulgas em cima como se não houvesse amanhã e tem levado com o produto todos os dias. É muito bonito ter gatos, mas pulgas é que não pode ser. Era só o que faltava. Já se passaram 3 dias e não voltei a ver pulgas, e na gata também parece que desapareceram. Sei que devemos amar todas as criaturas de Deus, mas eu e as pulgas nunca nos demos muito bem. Sei lá, acho que somos incompativeis.... deve ser isso.

You Might Also Like

2 comentários

  1. Hehehehh!!! Tbm olha se algum visinho estivesse a essa hora á janela, tbm não era bom da cabeça, mas livras-te a pulga isso é que inporta.


    Hahahhaha

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe