Last day

domingo, maio 30, 2010

As férias chegaram ao fim, não sem antes tentar despedir-me da Madeira com um belo picado com batatas fritas, mas não pude comê-lo porque não fui atendida. Foram assim as minhas últimas horas naquela ilha. Fomos até um shopping almoçar, que tinha um restaurante com comida tradicional. O meu namorado estava mais inclinado para as massas, mas consegui convence-lo a entrar no estabelecimento ao lado para comermos comida típica. Sentamo-nos, esperamos e nada. A empregada passava ao fundo do restaurante, mas não nos atendia para tomar nota do pedido. Se o restaurante estivesse cheio até se percebia, mas apenas uma mesa estava ocupada e o restaurante não encerrava. Levantei-me e fui ao balcão: "Já estamos ali há algum tempo. Não vem atender-nos?". Ao que a senhora respondeu: "A minha colega já vai". Ok! Esperamos mais um bocado. Voltei a levantar-me. "E agora, a sua colega vai atender-nos ou não?", perguntei. "Vai já", respondeu, enquanto a dita colega estava a limpar bandejas, a passar o paninho e tal. Voltei a sentar-me, até que já farta voltei ao balcão e disse: "Deixe estar. Já não é preciso. Nós vamos ao estabelecimento ao lado". E ela: "Mas ela vai já". Nem era cedo, nem era tarde. Já eu e o meu namorado tínhamos saído do restaurante e fomos ao do lado comer as massas, que estavam muito boas, mas com o molho acabei por pingar as calças brancas. O que vale é que tinham tira-nódoas e saiu facilmente, e os rapazes que trabalham nesse restaurante eram muito simpáticos e atenciosos.

You Might Also Like

0 comentários

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe