"The Road" with Viggo Mortensen

domingo, janeiro 31, 2010

É incrivel o que as pessoas são capazes de fazer para sobreviver em situações extremas e devastadoras. Quem já viu "The Road", o mais recente filme de Viggo Mortensen no papel principal, sabe do que estou a falar. Sem rodeios, o autor expõe a condição humana no seu limite. Fome, insegurança, doença, força, coragem, esperança, valores, etc. Tudo! Este filme passa-se numa altura pós-apocalípitica. Sem querer desvendar muito do filme, porque com certeza haverá quem queira ir vê-lo, o que mais me impressionou foi o facto de numa situação extrema cada um olhar para o seu umbigo. E digo umbigo de forma literal. Sem comida, o canibalismo era prática comum. Matar uns para saciar a fome e poder sobreviver. Enquanto os sobreviventes de um avião que caiu nos Andes, em 1972, comeram corpos de pessoas mortas para poderem viver, em "The Road" há grupos de sobreviventes do cataclismo que procuram pessoas vivas para aprisiona-las, mata-las e depois comê-las. Uma das imagens chega a ser chocante. Viggo Mortensen está à procura de comida e depara-se com um alçapão no chão da cozinha. Parte o ferrolho e desce o alçapão. Em baixo estavam várias pessoas famintas, cadavéricas de tão magras que estavam, nuas e com ferimentos que em breve seriam mortas para serem comidas. Um dos aprisionados grita: "Tirem-nos daqui. Eles vão cozinhar-nos". Mas a lei da sobrevivência fala mais alto e Viggo Mortensen foge para salvar a sua pele e a do filho, senão também eles iriam lá parar. O filme dá que pensar. Seríamos nós capazes de praticar canibalismo numa situação tão drástica quanto aquela? Não tenho duvidas que houvesse quem o fizesse. Se hoje em dia já se faz tráfico de órgãos, de pessoas, de tudo, acredito piamente que houvesse pessoas que aprisionassem outras para depois comê-las. Seria eu capaz de fazer isso? Não! Tenho a certeza que não. Mas acho que seria capaz de fazer o que fizeram os sobreviventes do acidente de avião nos Andes, ainda que com muita relutância.

You Might Also Like

2 comentários

  1. Olá querida Sunrise,
    a raça humana quando entra em disputa pela própria sobrevivência faz actos atrozes... lembro-m de à uns anos atrás, um grupo de amigos que foi subir um monte qualquer, pois já não me lembro bem dos factos mas sei que um deles que estava a morrer, foi comido pelos amigos. Sei que há um filme onde estes factos foram retratados de uma forma assustadora.
    Espero que esteja tudo bem!!!
    abraço enorme
    Com carinho
    Sairaf

    ResponderEliminar
  2. Eu acho que há pessoas que seriam capazes de o fazer.

    Quanto a mim, não posso responder. Poderia dizer que nunca faria isso, mas será que deparada com uma situação tão extrema será que o instinto de sobrevivência não iria prevalecer? Gosto de pensar que não...

    Quero mesmo ir ver esse filme

    Beijinhos

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe