Hair stylist

quinta-feira, janeiro 28, 2010

Não gosto de ser preconceituosa, mas é impressão minha ou de facto as mulheres são terríveis cabeleireiras? Desde sempre me habituei que fosse um homem a cortar-me o cabelo e nunca tive razões de queixa. Já nas mãos de uma mulher o caso muda de figura. Lembro-me de ter ido a uma cabeleireira há uns belos anos, ainda na minha adolescência, e de ter saído de lá com o cabelo mal cortado. A parte de trás, que deveria estar alinhada, estava ligeiramente enviesada. E antes deste magnífico resultado ainda ouvi uma sugestão de corte mirabolante: "Não quer o cabelo curto, só com um rabinho de cabelo?". Por favor!!!! Ela devia pensar que eu era algum trolha, só pode! Que raio de sugestão é aquela para se fazer a uma rapariga???!!!
No dia em que comemorei um dos meus últimos aniversários, se não estou em erro quando fiz 24 anos, fui ao cabeleireiro. Novamente nas mãos de uma mulher. "Por favor, queria que cortasse o cabelo pelo meio das costas". A senhora deveria ter um problema de audição qualquer, porque cortou muito acima do meio das costas. Tava um nadinha abaixo dos ombros. Pela primeira vez desatei a chorar com um penteado. Reclamei tanto que só paguei metade do corte.
Há uns tempos quis inovar na minha franja. Que tiro ao lado!!! Mais vale nem me lembrar muito disso...
Até agora só conheci uma cabeleireira verdadeiramente boa. Todas as outras DISPENSO DE TODO. É por isso que quando vou a um salão peço sempre para ser um homem a cortar-me o cabelo. Têm outra sensibilidade, outra forma de visão, são mais minuciosos e estão atentos aos pormenores. Viva aos homens da tesoura.

You Might Also Like

8 comentários

  1. Por acaso, o meu hairstylist é homem! É super gay mas, menina, trabalha bem e depressa! :-)

    ResponderEliminar
  2. Eu tenho a mesma cabeleireira há anos e nunca vou a outra que não conheça. Tenho o cabelo bem comprido e pavor de grandes tesouradas, por isso só me meto nas mãos desta que já sabe que não está autorizada a cortar mais do que as pontinhas todos os meses, a não ser que eu lhe peça, o que raramente acontece.
    A minha sorte é que ela adora cabelos compridos e por isso nem tem a tentação de abusar.
    Mas lembro-me que há uns anos atrás fui a outro lado (porque a minha estava de férias) e não consegui tirar os olhos da tesoura. É que se percebesse que me íam cortar mais do que o desejado, passava-me logo dos carretos. O cabelo é nosso, nós pagamos, não podemos admitir que façam o que querem. Se eles gostam de abusar, abusem no deles, certo?

    beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Dizem que com os ginecologistas se passa o mesmo ... :P

    ResponderEliminar
  4. Nunca eperimentei ser um homem a cortar, mas até gostava. Será algo a considerar no futuro... bjs

    ResponderEliminar
  5. Neste momento é uma mulher que me trata do cabelo, mas já fui a vários cabeleireiros homens e gostei! Eles parecem ter mais visão para a coisa, para o que nos torna mais sexys:-)
    Bj

    ResponderEliminar
  6. O meu cabeleireiro de sempre é um homem, um amigo, casado com a minha prima... sem ser quando era criança nunca fui a uma cabeleireira mulher, mas acho que depende muito da profissional e não do sexo.

    ResponderEliminar
  7. Su, tb já ouvi falar no mesmo :) Conheço pessoas que sempre foram a ginecologistas homens e não têm razões de queixa. ** Bjs grandes

    ResponderEliminar
  8. Isso de serem os homens a fazerem melhor determinadas tarefas em determinadas áreas profissionais depende mt. Quanto a homens cabeleireiros não sei, a minha cabeleireira é mulher e adoro-a. Quanto a ginecologistas , como foi aqui puxado à baila, é uma questão de sorte. Conheço uma ginecologiat que é um espectaculo, neste momento sou seguida por um ginecologista que é razoável e já conheci um que era um taradão. Por isso meninas não fiem no, é homem é melhor.É tudo uma questão de sorte.

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe