Story of a landlord

sexta-feira, setembro 11, 2009

Até agora acho que só tive verdadeiro azar com um senhorio. Era mais uma senhoria... Mas já ouvi histórias horríveis. Hoje o meu respectivo foi ver uma casa, como é sabido e já o disse várias vezes, estamos à procura de um "ninho" para nós. O imóvel estava bem localizado, tinha boas áreas, o preço era bom, havia um ou outro pormenor na casa que não agradava tanto, mas tudo bem, podiam eventualmente ser contornados. Acho que o pior ali não era a habitação, mas a dona da casa. Eu nem a vi e ainda bem, mas pelo que o meu respectivo me falou era uma pessoa difícil. Começou logo pela primeira abordagem. Ligou-lhe e espetou-lhe logo com a pergunta: "Estou a ligar-lhe para saber quais são as suas condições". Condições? Mas que condições? O meu respectivo deduziu que ela queria saber qual era a nossa profissão, se tínhamos forma de pagar a renda, etc. Mas a forma como entrou na conversa julgo que não terá sido a melhor. O meu respectivo, que tem uma paciência de santo e é um querido, educadamente respondeu-lhe. Lá combinaram ir ver o dito apartamento. As paredes estavam um pouco sujas, pelo que o meu respectivo perguntou se a senhoria iria proceder a trabalhos de pintura. Muito despachada responde. "Não. Isso é por vossa conta. Mas não quero que pintem com cores fortes, tipo vermelhos". Ela lá deu a explicação dela. Depois, o chão dos quartos era alcatifa e o meu respectivo perguntou se ela estava a pensar tirar. "Não. Mas se quiserem mudem, mas é por vossa conta. Mas não sei o que há por baixo, se é tacos ou cimento". O tecto do WC também estava com humidade, dava a ideia de ter havido ali uma infiltração numa zona. "Já houve, mas as pessoas que moram no andar de cima já arranjaram. Mas também não vou pintar, é por vossa conta". Posto isto, eu nem quis saber mais nada. Disse logo ao meu respectivo. "Não quero a casa. Já percebi que se tivermos o azar de termos um grave problema, tipo uma ruptura na canalização, ela não se vai chegar à frente. E nós não somos os donos da casa. Ela quer o dinheiro, mas não quer saber se há problemas na habitação". O meu respectivo concordou comigo... A casa é para esquecer. Não achei particular piada ao pormenor das pinturas. Seríamos nós a pagar a tinta, tudo do nosso bolso, mas era a senhoria que escolhia as cores. Se é para ser assim, então que pague ela e que pinte . Se a senhora se tivesse mostrado um pouco mais flexivel até poderíamos ter ficado com a casa, ela podia ter a certeza que ficava em boas mãos, mas assim não. Através do que o meu respectivo me contou, fiquei com a ideia que era uma pessoa muito autoritária que não iria ceder a nada. Para ser tudo como ela quer vai ter de ter a sorte de encontrar uns inquilinos muito submissos... oxalá tenha sorte. A minha busca prossegue.

You Might Also Like

10 comentários

  1. Realmente é preciso ter estofo para esse tipo de gente...Boa sorte

    ResponderEliminar
  2. Acho que fizeste bem, para começar todos esses pormenores de pintura, pavimento e outros, são da total responsabilidade do proprietário.
    Se ela quer a casa em condições, não pode pensar só em ganhar dinheiro, também tem de fazer investimentos para assim a manter.

    Há-de aparecer coisa melhor. :)
    Boa sorte na vossa procura.

    Com carinho
    Sairaf :D

    ResponderEliminar
  3. ganda lata!!! Entao voces pagavam tinta e mão de obra e ela escolhia as cores? e qd se fossem embora? podiam levar a tinta que tinham gasto,n? isto de fazer melhorias na casa que não é nossa é gastar dinheiro para dp ela poder alugar mais caro aos próximos! Ainda por cima com essa atitude, estava para se ver que qualquer problema eram voces que teriam que arranjar...
    Boa sorte para continuares a procurar!

    ResponderEliminar
  4. Há pessoas que não se importam de viver em casas com poucas condições mas o que os senhorios não sabem é que quem aluga é muito mais exigente do que quem tem. Por isso, uma casa para ser alugada tem de ter as mínimas condições e estar arranjada. Não é o inquilino quem tem de pagar para isso. Essa senhora faz-me lembrar os meus senhorios. Quando alguma coisa se estraga, vão a correr ao advogado para me obrigar a pagar, quando sabem que a casa precisa de obras e a responsabilidade é deles. Mas acabo por vencer sempre a guerra. eheh :)

    ResponderEliminar
  5. Boa Sorte para a vossa busca!

    Hoje em dia não é nada fácil, encontrar uma casa razoável, por um preço igualmente razoável!

    Mas, com paciência e persistência vão conseguir!

    bjs

    ResponderEliminar
  6. E fizeste tu muito bem. Ela queria receber, agora dos encargos já não queria saber. Para ela eram só beneficios. Para além de receber a renda, vocês ainda lhe arranjavam a casa, ou seja, estavam a valoriza-la. Para ela não era mau.
    Há pessoas que têm a mania que são espertas e depois lixam-se.

    beijinho

    ResponderEliminar
  7. Essa senhora ia transformar a vossa vida num inferno, fizeram muito bem não ficar nessa casa!

    ResponderEliminar
  8. Secalhar com essa postura também não consegue grande coisa..! As pessoas não percebem que também têm de ver os pontos de vista de quem vai para lá viver..!

    beijinho.

    ResponderEliminar
  9. Primeiro obrigado pelo teu post e não foi muito longo,não precisas de pedir desculpa por eu dar erros eu sei que os dou e já falei com:c e ela mostrou-se ofendida e disse quee não mas para mim é mentira quanto ao:j as vezes acho que já o esqueci outras penso muito nele.
    Quanto a tua casa fizes-te bem a vida esta dificil e dar dinheira para quem quer ter grandezas e não fazer nenhum para melhorar a qualidade de vida dos outros que essas pessoas se lixem tu e o teu respectivo ainda vão encontrar a casa dos vossos sonhos e serem felizes nela.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Xi, do que te livras-te, Deve ser daqueles senhorios que venha para cá o dinheirinho mas melhorar a casa nada é por vossa conta, olha que isto.




    Boa sorte na pesquisa.



    JInhosssssssssssssss

    Esqueci-me de dizer, tens uma especie de desafio no blog

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe