Go shopping

sábado, agosto 08, 2009

Tenho o dinheiro todo contado até ao final do mês e hoje desafiaram-me para ir amanhã para o shopping. Estou com um bocado de medo, pois eu e shoppings normalmente damo-nos bem. Saio é de lá com um misto de emoções: feliz com os novos trapinhos e triste por ter a carteira mais leve. E com a nova colecção em tudo quanto é sítio só dá mesmo vontade de comprar roupa e mais roupa. Portanto, para espanto dos meus espantos, declinei o convite. What??? No dramas Sunrise. Foi para o teu próprio bem. É isso que tens de pensar. Mas porque é que nós mulheres nos perdemos por roupa e mais roupa, alguma às vezes desnecessária? Não sei! Ponto final. Só sei que gosto e que infelizmente não tenho o dinheiro que gostaria para despender em vesturário. Não faço questão de vestir grandes marcas, como Alberta Ferretti que está na foto acima. As marcas mais comuns e fáceis de encontrar em qualquer esquina chegam-me bem. É preciso é ter bom gosto. Ah! E se há coisa que eu gosto é de pechinchas. Assumo com todo o orgulho. Coisas giras e baratinhas é que é. Hoje em dia não compensa gastar rios de dinheiro, muito menos numa altura de crise em que tudo é um balúrdio. Conheço uma rapariga que faz altas compras em lojas de chineses. Há dias disse-lhe: "Estás tão gira. Onde compraste o teu vestido?". Era um preto básico, mais ou menos pelo meio da perna. Ficava-lhe bem. Ela responde. "Comprei na loja dos chineses ao pé da minha casa". Fogo! Ainda mais me caiu o queixo quando ela acrescentou. "Custou cerca de dez euros". Bem... Hoje até fui ao chineses porque precisei de comprar umas coisas para casa e dei uma vista de olhos, bem de relance e na diagonal, à roupa. Não gostei de nada. Só ela para ter grandes achados.



You Might Also Like

3 comentários

  1. Sunrise:
    Concordo plenamente.
    Acredita que se houver bom gosto encontras coisas espectaculares nos chineses. O truque é optar por básicos e nada de padrões.
    A prova disso é que no início da colecção passada comprei na Zara aqueles casacos irregulares, compridos e básicos de algodão, igualzinho aos que podemos encontrar nos chineses por metade do preço. Claro que me apeteceu cortar os pulsos.

    Já agora... há que não esquecer os "amigos" feirantes e o mais recente mundo das pechinchas: A Primark. ale a pena lá da um saltinho.

    Acredita que passo a vida a comprar trapos e não gasto muito dinheiro. Tenho é paciência :)

    Beijo*

    ResponderEliminar
  2. Concordo plenamente, coisas giras e baratinhas é que é! Não digo que às vezes não compre coisas de marca, porque também gosto, mas como o dinheiro é muitas vezes escasso espero pelos saldos. Em relação às lojas de chineses, já comprei lá umas calças de ganga preta que adoro, mas reconheço que é preciso ter paciência e encontrar a loja de chineses certa, pois nem todas têm coisas giras.
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Revejo-me nas tuas palavras.Qd vou ao shopping, tenho smp de trazer um trapinho ou acessório:( Muitas das vezes evito pôr lá os pés,para n cair em tentação.
    Uma x a minha irmã encontrou no chinês ao pé d casa, um top igual, que tinha comprado mas numa loja de shopping. Há chineses com coisas giras, outros nem tanto.Conheço um em Cascais, ao pé do Cascaisvilla, que tem sapatos girissimos e muita variedade.

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe