Brazilian stupidities

sexta-feira, julho 10, 2009

Trocam o Brasil por Portugal em busca de uma vida condigna, com trabalho, casa e dinheiro certo ao final do mês para enviar para a família que ficou no país de origem, mas contribuir para o crescimento e desenvolvimento do país de acolhimento é que nem pensar. Não tenho nada contra brasileiros, apesar de não morrer de amores por eles. Normalmente falam muito alto, riem-se demasiado alto, põem música demasiado alto, arranjam confusões com as pessoas e acham-se melhores do que os outros. É esta a opinião que tenho, baseando-me naquilo que observo. Há dias no comboio, a caminho de Lisboa vinda de Sintra, sentaram-se ao meu lado dois brasileiros e uma brasileira. Estava a morrer de sono, mas nem consegui fechar os olhos cinco minutos tal era o volume com que falavam. Cada pessoa que passava era alvo de críticas, só é pena eles terem poucos espelhos porque dos três não se aproveitava nenhum. A rapariga tinha excesso de peso e de gira não tinha nada. O que estava imediatamente sentado ao meu lado parecia que vinha do interior do Brasil. Com aquele sotaquezinho horrível de campónio e armado em chico esperto, fazia-se à rapariga. Ao longo da conversa apercebi-me que era casado. E era tão boa pessoa, mas tão boa pessoa que até dizia mal de uma amiga comum aos três, uma tal Bruna, que na descrição dele era uma oferecida. O outro brasileiro, apesar de ser mais contido, era um pavor. Tinha um dente de ouro!!! Por favor! Mas o que me irritou mesmo, para além do vocabulário de terceira categoria em que numa frase cabiam pelo menos dez palavrões, foi o facto do tal caipira estar a gabar-se à grande que nunca comprava bilhete de comboio. "Até Monte Abrãao é que é pior, por causa do fiscal, é preciso estar atento, mas eu nunca compro bilhete não. Quée isso! Quem tem de pagar e contribuir para o país são os de cá". Naquele momento caiu-me a ficha. Só me apeteceu dizer-lhe: "Vai para a tua terra porque chulos há cá muitos e ninguém te convidou". Mas uma pessoa tem de conter-se para não descer ao nível de gentinha como aquela. É que não se admite estar a morar noutro país na qualidade de emigrante e comportar-se como um à margem da lei. Às tantas nem impostos declarava. E o que é que eles são mais do que nós? Nada! Eu trabalho, eu pago impostos e não faço falcatruas. Os deveres e as leis são as mesmas para eles. É por estas e por outras que acho que o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras deveriam ter um controlo ainda mais apertado.

You Might Also Like

13 comentários

  1. É triste mas é assim. Muitos deles não trabalham (na sua grande maioria), mas estao a receber rendimentos (que são nossos). Arranjam confusoes onde vão e nos é que ficamos a setir-nos mal. Mas coitadinho...temos de os integrar!!! Não sou xenofoba, mas neste caso eram todos metidos num avião e pais deles com eles. Há alguns (poucos) que trabalham, mas o resto ia tudo recambiado!

    ResponderEliminar
  2. Pois é... não gosto de descriminar ninguém, tento não o fazer... Mas esses tipinhos eram daqueles a "recambiar" na hora. Aposto que estão a receber o rendimento mínimo... pago do meu, do teu e do bolso de quem realmente produz alguma coisa... é o país que temos infelizmente.

    ResponderEliminar
  3. Pois é formiga. Conheço brasileiros que trabalham e esforçam-se a sério para levar uma vida decente, mas poucos!!! Mas gente assim não merece cá estar, porque em vez de o país andar para a frente só se afunda ainda mais. Bjs grds

    ResponderEliminar
  4. Realmente, há os que trabalham a sério e se esforçam por ter uma vida melhor mas como costumo dizer, os que não trabalham têm tudo dado, é por isso que se comportam assim.

    ResponderEliminar
  5. Olha Sun eu antigamente gostava de toda a gente e era tudo paz e amor, mas agora dou por mim ás vezes com pensamentos racistas e é por estas coisas, Cloro que não são todos iguais claro que não mas como sempre por uns pagam os outros e eu sou de opinião que neste momentos já temos estrangeiros demais no pais.


    (Se for atropelada ou levar um tiro, já tão a ver o porque certo?)
    ~



    Beijos

    ResponderEliminar
  6. hahah Solita. Calma! Ninguém te vai atropelar, a blogosfera é um espaço onde as pessoas podem expressar as suas opiniões. Se estamos a parecer xenófobos com isto? Não creio. Porque se for assim, atendendo à quantidade de graças e graçolas que se fazem no Brasil à custa dos portugueses teríamos de chamar a entidade reguladora dos direitos humanos a intervir no caso (brincadeirinha!). A minha opinião mantém-se. Quem emigra tem de procurar ser um cidadão exemplar, só assim será bem visto aos olhos dos outros. Porque será que há uma imagem negativa em torno dos brasileiros em Portugal? É culpa minha? Tua? Não será deles próprios? Parece-me que sim... Uma beijoca grande

    ResponderEliminar
  7. Sempre ouvi dizer que são os mãos carácter que se dão bem na vida Cereja, mas prefiro acreditar que não. Que esses todos os dias têm dores de cabeça, não conseguem descansar convenientemente à noite na cama e passam os dias atormentados. Neste caso em particular, não deverá ser isto que se passa, mas gostaria de poder olhar para aqueles que vêm para Portugal viver com outros olhos. A sério que gostaria. Basta uma pequena mudança de atitude: humildade. E tudo seria diferente. Dois povos irmãos, que falam a mesma língua (embora com sotaques e construções gramaticais diferentes), que se dão verdadeiramente bem. Isto era bonito de se ver. Bjs

    ResponderEliminar
  8. Sabes o que viste? Três "favelados"! Parece que é assim que lhes chamam, lá no brasil:)

    ResponderEliminar
  9. Sim senhor, se já gostava dos brasileiros, assim fico mesmo a morrer de amores por eles.. Cambada de ignorantes!

    ResponderEliminar
  10. Oi, sou brasileira......CONCORDO COM TUDO Q DISSE! DEVERIAM SIM FAZER MAIS CONTROLE DOS ESTRANGEIROS...MOREI 8 ANOS NA AUSTRALIA E SEMPRE ME PREOCUPEI BASTANTE COM MINHAS ATITUDES E COSTUMES, JUSTAMENTE PELOS MOTIVOS DESCRITOS por ti. VI MUITOS BRASILEIROS E OUTROS, OS QUAIS SIMPLESMENTE NÃO TINHAM O MÍNIMO DE RESPEITO PELA CULTURA, PELAS PESSOAS... . SEI Q NADa adianta dizer mas la vai: Peço desculpas por todas incoveniências causadas por nós e tomara mesmo q passem um pente fino por aí. Essas pessoas não têm o mínimo respeito pelo próprio País! O q se pode esperar de pessoas assim????

    ResponderEliminar
  11. Olá Ella, fico satisfeita em saber que percebeste o conteúdo do post, porque não se tratava de nenhum boicote aos brasileiros. Apenas uma nota de atenção para os que têm aquele tipo de comportamento. Todas as pessoas, independentemente da nacionalidade, têm o direito de tentar a sua sorte noutro país. O povo português também é conhecido por emigrar desde há muitos anos (séculos até) e não gostaria nada de saber que têm essa visão de nós lá fora. Mas Ella, não tens de pedir desculpa em nome dos outros, nada disso. Como tu mesma disseste, enquanto viveste fora deste o teu melhor e isso é de turar o chapéu. Um beijinho e volta sempre que quiseres.

    ResponderEliminar
  12. ui..graças a deus que ainda nao ouvi nenhum brasileiro a dizer isso a minha frente porque senão tocava logo castanholas com os dentes! :) fico possuida...
    Acho que demonstra uma ingratidão enorme!Mas enfim..no fundo tenho pena por serem tao ignorantes!coitaditos..

    kiss kiss

    ResponderEliminar
  13. É assim que mais cedo ou mais tarde todos nos tornaremos xenófobos ou racistas...

    Como dizia o outro, o que é demais enjoa. E a tanta falsa bondadezinha portuguesa com os imigrantes já começa a dar os seus frutos, com as notícias de criminalidade cada vez mais constantes...

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe