1 month

quarta-feira, junho 24, 2009

Não consigo, lamento. Por mais que não queira pensar neste assunto não consigo e senti-me em baixo todo o dia. Hoje acabei mesmo por me fechar durante largos minutos no wc do meu trabalho a chorar. Não dá. Custa-me ir trabalhar. Não tenho vontade. Não é que não goste do meu trabalho, porque gosto e tento dar o melhor de mim todos os dias. Mas é a minha cabeça. Faz hoje um mês que recebi a notícia através da minha mãe que o meu pai morreu. Nunca senti dor igual aquela. Não dá. Dou por mim às vezes a pensar se tudo isto não é um pesadelo. Que vou acordar dele e que tudo vai estar como estava. Com o meu pai em casa, ainda que doente, mas em casa. Houve alguém que falou numa máquina do tempo num dos posts que li hoje. Não queria a máquina para ir ao futuro, mas ao passado acho que iria servir-me dela e muito.

You Might Also Like

9 comentários

  1. Querida eu sei como é essa dor. Também perdi um ente muito querido há alguns anos atrás. Leva-se muito tempo a cair na real, sofremos, choramos, tentamos não pensar nisso,mas a dor está sempre lá, a saudade,a falta.Mas onde quer que ele esteja, está a olhar por ti. Está a querer que sejas feliz. Está a querer estar sempre mas sempre no teu coração, e que te lembres dele pelas melhores coisas,pelos melhores momentos. Há sempre uma parte de nós que não volta a ser a mesma, mas ele está aí, mesmo ao pé deti. Provavelmente até o consegues sentir.:) Um beijo enorme e muita muita força.

    ResponderEliminar
  2. Revivo tudo o que dizes e sentes.. Nada consegue ultrapassar a dor.. Apenas tentamos sobreviver.. Força!

    ResponderEliminar
  3. Eu sei que é duro, pois já passei pelo mesmo.Agoro faço-te a seguinte pergunta ? O teu quereria que a filha estivesse nesse estado ?
    Pensa nisto?

    :) Força, coragem.

    ResponderEliminar
  4. Ergela, tens razão. Se calhar ele não ia querer que eu estivesse assim, não sei, não sei mesmo. Mas eu é que não consigo deixar de estar assim. É algo que vem de dentro, sabes? Sim, sei que sabes, tu mesmo dizes que já passaste pelo mesmo. Nunca pensei ficar sem ele. A sério que não. Para mim ele está lá em casa à minha espera. É isso que eu quero.

    ResponderEliminar
  5. minha querida, não calculo a dor pela qual estás a passar, mas deve ser horrível, neste momento só te desejo coragem e força.Chora, chorar faz bem, alivia a alma, acalma a dor, se é que é possível.
    fica com mil beijinhos solidários, e se precisares de alguma coisa, nem que seja só de falar, ou de sentir um apoio, é só dizeres.
    Desejo-te tudo de bom, e que te agarres aos bons momentos, guarda-os no coração, contudo,ninguém te pode censurar por chorares,por te sentires triste.
    beijos de solidariedade de força e apoio

    ResponderEliminar
  6. Muita muita coragem é o que te posso desejar:)
    Muitos girassóis**

    ResponderEliminar
  7. Eu ñ calculo a dor, pk nao passei por isso.

    Mas quero dizer-te que sempre que te apeteça escrever aqui escreve, muita força
    Um beijo

    ResponderEliminar
  8. Comoveram-me as tuas palavras neste post!
    Ainda é muito recente, dá tempo ao tempo, pois ele cura tudo! Não se esquece, mas com o tempo a dor alivia.
    Força e coragem! Bjs

    ResponderEliminar
  9. muita força, parece-me que bem que vais precisar dela!
    ainda nunca me aconteceu nada assim, mas imagino a dor :/
    força ! :)
    nestes momentos é dificil escolher as palavras certas para serem ditas, porque muito sinceramente acho que não existem palavras certas para estes momentos/acontecimentos.
    apesar de não te conhcer percebo que estás a sofrer e só espero que tudo passe ou que, pelo menos, melhore :)

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe