No more

terça-feira, maio 12, 2009

Acabaram-se as graças e as gracinhas. Mas quem julgam os outros que são para se darem ao luxo de dizerem dos outros tudo aquilo que pensam? Eu não chego ao pé das pessoas e desato a dizer-lhes: "A senhora é gorda que nem uma baleia", "mais parece uma elefantina", "tem as mamas que parecem dois sacos de areia", ...
E também não digo, "o senhor tem tanto pelo como os macacos", "se havia dúvidas que o homem descendia dos macacos o senhor é a prova provada", ...
Também não tenho memória de dizer outros nomes menos educados. Portanto, meus senhores e minhas senhoras, vamos mas é ter mais tento na língua. Se os paizinhos não ensinaram que isso é má educação posso relembrar-vos já. É muito bonito apontar o dedo aos outros, mas quando nos toca a nós... aí é que são elas. Dói!!! Não é?

You Might Also Like

8 comentários

  1. Há pessoas que nem pensam no que dizem. Dizem e pronto! E é claro que muitas vezes magoa, e magoa mesmo.

    ResponderEliminar
  2. Sunrise, neste mundo existem pessoas que são ao mesmo tempo: invejosas, mal educadas, provocadoras, mentirosas e frustadas... infelizmente é a sociedade que temos..
    Besitos*

    ResponderEliminar
  3. Apoiada!

    Neste caso. Cada um que olhe para o seu umbigo e deixe o dos outros em paz!

    *

    ResponderEliminar
  4. Poupinhas, pois existem! Mas eu é que não tenho de conviver com essas pessoas, nem muito menos ouvir determinadas coisas. Nenhuma das expressões que utilizei no meu post foram-me dirigidas a mim, até porque de gorda eu não tenho nada, mas são expressões que eu já ouvi várias vezes. Acho de uma indelicadeza total. É o mesmo que ver uma pessoa com uma deficiência e ainda estar a gozar com isso. Será que já não basta as pessoas se sentirem mal com elas próprias, ainda têm de vir os outros sobrecarregar?

    ResponderEliminar
  5. Laetitia, só gente sem dois palmos de testa é que faz isso. Enfim... nem tenho palavras. Realmente, as boas maneiras parecem ser algo em vias de extinção.

    ResponderEliminar
  6. Tens toda a razão! Se há coisa que não suporto é que não me tratem com a mesma educação que trato os outros.

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe