Mother kissing son

segunda-feira, maio 18, 2009


Não sou mãe, nem faço intenções de sê-lo tão cedo. Contudo, não posso deixar de concordar que o amor que une uma mãe a um filho é algo que não tem explicação. Imagens como esta deixam isso bem patente, para além de ouvir diversos comentários de pessoas que são mães a dizer o quanto gostam das suas crianças. Comentários daqueles que até cansam!!!! Principalmente para quem tem pouco espírito maternal como eu, pelo menos por enquanto. Mas acho que os laços que unem uma mãe a um filho devem ter limites quando toca a exterioriza-los. Passo a explicar. Ontem à noite apanhei um comboio rumo a Lisboa, vinda do sentido de Sintra, e tive de parar na Amadora. Como já era tarde fui-me sentar nuns bancos que estão mais protegidos do vento. Estava eu em paz e sossego quando chega uma senhora com o filho e o namorado. A criança era insuportável, pelo menos para mim. Atirava-se com toda a força para cima da mãe, falava alto, mandava "gafanhotos" (coisa que viu num programa de televisão, segundo me apercebi da mãe estar a explicar ao namorado), e, para mim, o pior de tudo foi quando vi a criança a dar beijos na boca da mãe. Mas não eram beijos tipo selinhos, tocava língua com língua. Também não eram propriamente linguados, mal seria! Via-se que não tinham malícia, era aquela coisa de miúdos, mas achei aquele comportamento demasiado. A dado momento a mãe disse ao filho: "Não dá beijos com a língua". Mas o tom de voz não foi, na minha opinião, suficientemente autoritário e assertivo para que ele percebesse de uma vez só que aquele comportamento não é o correcto. O namorado da mãe ainda disse: "Dar beijos com a língua é coisa de namorados". Menos mal... já houve ali uma explicaçãozinha para o miúdo perceber melhor as coisas. Se calhar sou eu que sou demasiado antiquada, mas acho que não é o mais correcto os filhos darem beijos na boca dos pais. Já se viu um beijinho uma vez por outra tipo selinho, agora tornar isso uma prática não sei que efeitos poderá ter no desenvolvimento da criança. Não sou psicóloga, mas suponho que não seja o mais aconselhável. Eu cresci dessa maneira, sem dar beijos na boca dos meus pais e não tenho memória disso ter alguma vez acontecido. Quando um bebé tem poucos meses acho que ainda pode ser aceitável, mas quando já estão mais crescidos... não me parece. Mais uma vez digo: cada coisa a seu tempo e no seu devido lugar.

You Might Also Like

5 comentários

  1. O namorado da mãe esteve muito bem.. por acaso a mim também me mete uma certa impressão ver os pais darem selinhos na boca dos filhotes quando eles têm mais de 3 anos.. é que segundo Freud a partir dessa idade as crianças já entendem as coisas de modo diferente.
    Mas o amor de uma mãe e de um pai deve ser um sentimento muito lindo e puro :)
    Besitos*

    ResponderEliminar
  2. é uma moda que também não entendo.
    nunca fiz isso com os meus pais e não o faço com as minhas filhas.

    ResponderEliminar
  3. Penso que para a criança é algo inofensivo,de ingenuidade,mas também concordo que não deixa de ser no minimo estranho,para não dizer errado.
    Tem um selo para ti no meu blog.
    beijinho

    ResponderEliminar
  4. Ele vê a mãe a fazer com o namorado e pensa que pode fazer também. O facto de a mãe não lhe dizer nada com firmeza contribui para a confusão mental do puto.
    E quanto a mães que não conseguem impor autoridade acabei de escrever no meu blog. Que coincidência :)

    ResponderEliminar
  5. Bom dia!!

    Tbm não concordo mas hoje em dia nada me espanta.

    Jinhos

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe