8th day

domingo, maio 31, 2009

Oito dias. Faz hoje oito dias que a minha vida deu uma volta. Continuo de luto por dentro e por fora. Sabia que não estavas bem, mas sempre quis acreditar que estarias comigo por muitos e muitos anos, que irias morrer de velhice aos 80 e tal anos. Não assim desta maneira e tão novo. Tanta coisa ficou por dizer e agora já não há volta. Às 11h da manhã deste o teu último sopro. Como queria ter estado ao teu lado, como queria... Mas adoro-te da mesma forma que sempre te adorei quando cá estavas. Hás-de ser sempre o meu pai aqui e onde quer que estejas. Um beijo com todo o carinho. Adoro-te.

You Might Also Like

12 comentários

  1. Nestas alturas nenhuma palavra nos conforta.. compreendo a tua dor.. passei pelo mesmo o ano passado..
    Apenas te posso dar uma palavra de força e que o tempo é um excelente remédio..

    Bjs

    ResponderEliminar
  2. não consigoo comentar... nem imaginar a dor ...

    e falam do tempo...sim ele passa e faz o seu papel mas não passa nunca há velocidade que queremos ..

    um abraço e um beijo
    teresa

    ResponderEliminar
  3. Tal como escreveu MY BLUEBERRY NIGHTS, "nestas alturas nenhuma palavra nos conforta..." mas -tal como ela- eu também compreendo a tua dor... porque infelizmente já passei pelo mesmo: doi e irá doer sempre, a diferença é que aprendes a viver com essa dor.
    Um beijo e (ainda que seja difícil) tenta pensar nos bons momentos que passaram juntos!

    ResponderEliminar
  4. Força... é só o que te posso desejar. Também já passei pelo mesmo e sei a dor dilacerante que é. E mesmo hoje, quando já se passaram 14 anos continuo a sentir sua falta como nos primeiros dias, mas a dor já é mais suportável agora. Por isso coragem... vai sempre doer, mas uns dias mais que os outros... beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Não há nada que eu possa dizer que já não tenha sido dito em cima.beijinhos e força

    ResponderEliminar
  6. Sunrise : Olá...Muito obrigada pela visita e pelo teu comentario. Tens toda a razao. Há mudanças bruscas como foi o caso da tua, e uma mudança onde tu nem sequer tiveste opçao de escolha.
    Espero que tenhas muita força. Nao me imagino a viver uma mudança como a que foste ainda há pouco confrontada.

    Muita força.

    Um beijo enorme e volta sempre

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe