CEO ladies

domingo, março 08, 2009

Se a Barbie, que já é uma CEO - Chief Executive Officer - e ninguém a olha de soslaio por isso, por que razão é que nos tempos que correm quando uma mulher alcança um alto cargo de chefia têm logo de lhe cortar na casaca? Competências??? O que é isso? Nem conhecemos essa palavra!!! Se chegou ao topo é sinal que subiu na horizontal. É com mentalidades destas que nós mulheres menosprezamos as nossas capacidades, que diga-se de passagem, não são nada inferiores às dos homens. É que os homens pensarem isto não me espanta, mas que tantas mulheres achem isto umas das outras é que me causa uma certa espécie. Mas o que me deixa mais incomodada já nem são os comentários ou o que possam dizer, porque com isso, mulheres competentes e bem resolvidas podem bem, mas é com a injustiça salarial que ainda hoje se assiste entre homens e mulheres. Para os mesmos cargos, os homens continuam a ganhar mais. A notícia que o Diário de Notícias trazia hoje era bem esclarecedora disso. Uma em cada dez mulheres ganha o salário mínimo, enquanto um em cada vinte homens ganha o salário mínimo. Não é por ser o salário mínimo, que acho que é um valor absolutamente ridículo que não dá sequer para pagar a renda de uma casa e parece que o governo não percebe isso (claro que não!!! Eles não passam dificuldades em casa, nem têm de contar os tostões para comprar pão). Falo simplesmente ainda no complexo que há em torno do paradigma homem-mulher, em que quase invariavelmente são eles que ganham mais. E porquê? Porque são homens? Talvez tenha a ver também com uma questão cultural. O homem foi sempre considerado o chefe de família, que tinha de sustentar toda a casa, o que pressupõe que tivesse de ter um bom rendimento para sustentar-se a si, à mulher e aos filhos. Mas hoje já não é mais assim. Eu, por exemplo, sou chefe de família!!!!! Não tenho marido, nem filhos lol, mas tenho-me a mim! Vamos ver quantos mais anos têm de passar até finalmente as entidades patronais abrirem os olhos e perceberem que isso está demodé, e que não há razões para se fazer distinções entre homens e mulheres. A questão é a competência! Não é o sexo.

You Might Also Like

3 comentários

  1. Concordo com tudo Sunrise, na minha empresa o vencimento base é para todos igual, mulheres, homens, tanto faz que trabalhem á um més ou dez anos.
    Os aumentos são para todos igualmente, uma vez que é assim, a lei.

    Mas em questões de trabalho já não é bem assim.

    Gajas chefes á poucas, ou nenhumas.

    No trabalho tbm são discriminadas, por exemplo, no posto onde trabalho, o meu horário , não abrange o turno da tarde, visto alguém achar que uma mulher não deve fazer o serviço sozinha, Logo isso é o quê? Discriminação. Acham que não temos a mesma capacidade que os homens. Enfim, tinha aqui muito k falar, mas acho que já percebes-te a ideia.
    Jinhos

    Bom Domingo

    ResponderEliminar
  2. Sabes outra coisa que se verifica muito? São as mulheres em cargos de chefia terem que se transformar nas verdadeiras cabras só para conseguirem "mandar" em condições. Em vez de poderem deixar sair aquilo que as distingue dos homens pela positiva, ou seja, a sensibilidade, sexto sentido, etc. tentam ficar parecidas com os homens para poderem singrar...
    É triste...

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe