No jokes please!

segunda-feira, fevereiro 23, 2009

Dizer piadas faz parte da natureza humana e rir, como se costuma dizer, é o melhor remédio. Mas há pessoas que exageram nas suas piadinhas e não se apercebem do ridículo que fazem parecer os outros. Como há ditados populares para tudo: "Uma coisa para ter graça, uma vez basta!". E olhem que não há coisa mais acertada que isto. Depois, não se admirem que a pessoa que foi alvo de gozação fique chateada. Mas, claro, ainda tem de levar com o seguinte argumento em cima: "Não tens sentido de humor nenhum. Não podes levar tão a sério as coisas que te dizem". É um pau de dois bicos! Mas quer-me parecer que as pessoas que têm a ousadia de responder isto não costumam ser alvo de piadinhas constantes, porque senão estavam mas era caladinhos(as), pois que eu saiba ninguém gosta de ser o bobo da corte. No dia em que os papéis se inverterem, e não é algo que seja assim tão difícil de acontecer, é que a vaca vai tossir. Ainda há dias presenciei uma situação deste género e deu-me um certo gozo ver que o habitual gozador ficou furioso e nem piou mais quando durante apenas 10 segundos (sim, uns míseros 10 segundos) inverteram-se os papéis. Foi bonito de se ver e eu assisti na primeira fila hehehe
Depois continuo este capítulo que tem pano para mangas!

You Might Also Like

5 comentários

  1. É Carnaval. durante três dias ninguém pode levar piadas a mal

    ResponderEliminar
  2. Quem diz o que quer arrisca-se a ouvir o que não quer. Aqui está um outro grande ditado popular :)

    ResponderEliminar
  3. Sem dúvida que este é daqueles temas que dá muito que falar, mas concordo contigo. Ter piada é uma coisa mas também tentar fazer sempre os outros de alvo de chacota já é outra bem diferente.
    Mua

    ResponderEliminar
  4. concordo com a laetitia, mas claro que tudo depende do nível de intimidade e do teor da piada... Beijinho*

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.

Subscribe